Portal do Uíge e da Cultura Kongo

Portal do Uíge e da Cultura Kongo

Página de informação geral da Província do Uíge e da Cultura Kongo


Igreja Tocoista teve trabalho positivo em 2011- bispo Afonso Nunes

Publicado por Muana Damba activado 3 Enero 2012, 00:00am

Etiquetas: #Religião

 

 

Afonso Núnez.Bispo e chefe espritual da Igreja do Simão Toko.Luanda - O ano de 2011 foi positivo no trabalho pastoral e na realização de vários projectos inicialmente preconizados no seio da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoista), considerou o seu líder espiritual.
 
O bispo Afonso Nunes fez este pronunciamento em entrevista balanço à Angop, tendo apontado a realização de várias acções formativas que contribuíram para a criação de um ambiente salutar no seio da congregação.
 
“De uma forma geral podemos considerar que 2011 em termos de igreja foi de facto produtivo porque as obras em todas as vertentes são visíveis com a realização de várias acções formativas, permitindo aos seus responsáveis adquirirem mais conhecimentos e ao mesmo tempo mais visão da sua missão”, asseverou.
 
De acordo com o interlocutor da Angop, entre as acções mais positiva destaca-se o crescimento da congregação em termos de número e a projecção da sua imagem em relação ao ano anterior, assim como conseguiu dar continuidade as obras que estavam paralisadas.
 
“ Estas acções permitiram demonstrar aos mais cépticos sobre o andamento das obras que a Igreja Tocoista iniciou em anos anteriores e que por dificuldades de vária ordem estiveram paralisadas, dando a sua continuidade, uma vez que este era o nosso propósito”, frisou.
 
O bispo Afonso Nunes realçou que 2011 constituiu o ano para averiguação se os métodos adoptados pelo Congresso de 2010 eram exequíveis, constituindo um processo que trouxe inovações na congregação, as quais complementadas com as acções formativas conseguiram dar mais vida a congregação e consequentemente ajudar os seus responsáveis a compreenderem o momento que estão a viver agora.
 
“Em qualquer organização quando se realiza um congresso há sempre novidades e estas não são absorvidas por todos ao mesmo tempo, uma vez que alguns conseguem logo se enquadrar enquanto que outros ainda levam algum tempo a o fazerem e por isso realizamos uma série de actividades no sentido de podermos esclarecer e adoptar novas normas que ajudaram os responsáveis a interpretar melhorar os resultados obtidos nessa reunião magna”, explicou.
 
Realçou que a Igreja Tocoista está numa fase da sua evolução e ela tem que ser dinâmica enquadrando normas que vão de acordo com o desenvolvimento da humanidade.
                                                                                                      
                                                                                                Angop




Archivos

Ultimos Posts